DIRECTOR: JORGE LEMOS PEIXOTO  |  FUNDADOR: JOAQUIM LETRIA

Os tolos por vezes até gostam de o ser e contentam-se com um pão bolorento. Se o mandante lhes diz que aquilo é caviar. Disto há várias versões. Umas mais e outras menos sofisticadas.

Os tolos discutem a bola como se fosse determinante nas suas vidas. Só falam na corrupção dos outros. Mas acham carinhoso que o chefe meta na repartição pública o filho. Coitado do rapaz. Até necessitava de trabalho! Também ligam aos casos e casinhos e querem lá saber da guerra. Aquilo é lá longe…

Entre tolos e velhacos, o mundo gira. Mas merecem os tolos apoio quando viram coitadinhos? Se calhar não!