DIRECTOR: JORGE LEMOS PEIXOTO  |  FUNDADOR: JOAQUIM LETRIA

Já era de esperar que nos incêndios de Pedrogão não existissem culpados, o que no caso das pessoas levadas a julgamento era expectável, uma vez que o primeiro e talvez o único culpado seja o Estado, quando implementa sistemas pouco funcionais como se viu, e que não responderam em devido tempo, o que deu origem à tragédia que perdura na memória de muitos, face às marcas que deixou.

Poder-se-á dizer que quando acontecem tragédias em Portugal, há que encontrar culpados a qualquer custo, e essa culpa recai quase sempre sobre quem não a tem, o que poderá ser visto como uma forma de ilibar os verdadeiros culpados. Existem sistemas que supostamente teriam a função de agilizar a comunicação em caso de incêndios, onde foi gasto dinheiro dos contribuintes, que não foram eficazes, pelo que será fácil concluir quem são os culpados das tragédias de Pedrogão e do Pinhal de Leiria.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *