DIRECTOR: JORGE LEMOS PEIXOTO  |  FUNDADOR: JOAQUIM LETRIA

Se os jornalistas não revelam as fontes, há fontes – como o presidente da República - que expõem os jornalistas com quem falam. Esta é a manchete, desta semana, do Tal&Qual. Marcelo ouviu os partidos, nos termos constitucionais, após as eleições. Mas optou por revelar à delegação socialista os nomes dos jornalistas a quem passa informações. A venda da participação da CGD no Banco Atlântico de Cabo-Verde, à Coris Holding – uma sociedade financeira do Burkina Faso- não foi do agrado das autoridades cabo-verdianas, que terão ficado com os nervos em franja com a decisão de Paulo Macedo. Paulo Rangel sonhava com o lugar de comissário europeu, mas acabou como ministro dos Negócios Estrangeiros. Tudo porque, a primeira escolha de Luís Montenegro, Miguel Poiares Maduro deu-lhe uma nega. O ex-ministro de Passos Coelho não quis o lugar, porque o ordenado de ministro é escasso e não chega, para pagar a casa que está a construir no Dafundo. Uma obra que a Câmara de Isaltino encareceu devido a um embargo. Pedro Perestrelo Pinto é o novo chefe de gabinete do primeiro-ministro, Luís Montenegro. O seu casamento com Marta Leite de Castro ficou marcado por acusações de violência doméstica, por parte da ex-apresentadora da RTP, hoje, na CNN. As cenas vividas com a eleição do presidente da Assembleia da República causaram enxaquecas ao Sr. Televisão. Carlos Cruz garante que quem preferiu ver o Big Brother “fez muito bem”. O ministro da Agricultura, José Manuel Fernandes, quando deputado europeu teve a “feliz” ideia de, em 2010, convidar os participantes da série Morangos com Açúcar, a gravarem uns episódios, em Bruxelas. O encanto com as aventuras juvenis foi tanta que, ele próprio, entrou e pagou para ser ator …claro à conta do orçamento. Como sempre, a não perder, a crónica Quarto Tércio. Esta semana, Ferro Curto evoca José Ortega y Gasset. Pode ler também, no seu T&Q, os saborosos segredos da Joaninha Sousa Botelho. E, como habitualmente o À Espreita com crónicas vividas na primeira pessoa. Tudo isto e muito mais, no T&Q, a partir de amanhã, nas bancas.