DIRECTOR: JORGE LEMOS PEIXOTO  |  FUNDADOR: JOAQUIM LETRIA

Se Guterres se demitiu para não deixar cair o país num pântano mesmo depois de aprovar um orçamento com 115 deputados e um ‘queijo’, António Costa com maioria absoluta não precisou de ninguém para aprovar o orçamento. Até o partido da alternância se absteve.

Porém com 12 membros do seu governo que se demitiram ou foram demitidos, e outros que estão na corda bamba, está prestes a cair não num pântano, mas a afundar-se.

De repente deita a mão a uma boia e elabora um teste de idoneidade para que os futuros membros do governo se submetam a ele, mas não os que lá estão. Não se percebe porquê dado que os que saíram também passaram pelo mesmo crivo dos que ainda lá estão, e já foram andando.

O governo abana, mas sabe que não cai. O Presidente já lhe deu um ano de garantia. Oposição não há ou não se percebe bem com quem se junta para ser grande. Uma nova ‘geringonça’ poderia travar este afundanço, mas não me parece possível. Desfazer este governo para fazer outro? E ainda há pessoas que queiram, neste momento, fazer parte de um governo?